Recluso recebeu indulto, mas volta à prisão após violar jovem de 20 anos

Liberdade durou pouco...

  

Roberto Rojas Tamarín é um recluso de 35 anos que recebeu um indulto do presidente chileno, Sebastián Piñera, no âmbito das medidas que visavam evitar a propagação da Covid.19 nas prisões.

A liberdade foi-lhe dada a 18 de abril mas não durou muito.

O homem foi detido por um crime de roubo e violação que aconteceu nesta segunda-feira. Os suspeitos, entre os quais Roberto, estão acusados de roubar uma residência em Angol e abusar de uma das moradoras da mesma, uma jovem de 20 anos.

Perante o sucedido, as autoridades condenaram os três a prisão preventiva e Roberto terá que cumprir o resto da sua pena na prisão de Argol.

Este é o segundo recluso a receber um indulto nesta mesma cidade e a cometer um crime, violando assim o indulto que estabelece a prisão domiciliária.

Fοnte: noticiasaominuto.com